Warning: file_put_contents(/home/serradocap/caparao/public_html/administrator/components/com_jvotesystem/logs/2014.10.php) [function.file-put-contents]: failed to open stream: Permission denied in /home/serradocap/caparao/public_html/libraries/joomla/filesystem/file.php on line 418
Guerrilha do Caparaó
Guerrilha do Caparaó

Caparaó

Carangola

Juiz de Fora

Belo Horizonte

Rio de Janeiro

São Paulo

VER PREVISÃO DO TEMPO

Guerrilha do Caparaó

Guerrilha do CaparaoA Guerrilha do Caparaó foi a primeira insurgência armada contra o regime militar brasileiro.  Inspirado na guerrilha de Sierra Maestra, teve lugar na Serra do Caparaó, divisa entre os estados do Espírito Santo e Minas Gerais, no período 1966 - 1967.

Promovida pelo Movimento Nacionalista Revolucionário - MNR, organização baseada inicialmente em Montevidéu, a guerrilha contou com o apoio financeiro cubano, obtido através de negociações entre Leonel Brizola, auxiliado pela A.P e o governo de Cuba. Segundo Denise Rollemberg, alguns membros do grupo - majoritariamente constituído por ex-militares, expulsos das Forças Armadas - também receberam treinamento na Ilha.

Posteriormente o governo cubano teria preferido apoiar Carlos Marighella. O movimento perdeu seu suporte financeiro e os guerrilheiros foram praticamente abandonados no alto da serra.

Na verdade, a tentativa de implantação de uma Guerrilha na serra de Caparaó foi frustrada antes mesmo que o movimento entrasse em ação. Os seus integrantes permaneceram no local por alguns meses realizando treinamentos e o reconhecimento da região e foram presos pela Polícia Militar mineira após serem denunciados pela própria população. Consta que o grupo, desassistido pela organização, começara a roubar e a abater animais para não morrer de fome - razão pela qual acabou sendo alvo de denúncia à polícia.

Descoberto pelos serviços de inteligência, o movimento foi rechaçado em abril de 1967, por um grupo da Polícia Militar de Minas Gerais. Segundo as fontes, praticamente não houve troca de tiros. Os guerrilheiros, cerca de vinte homens esgotados e famintos - alguns bastante debilitados pela peste bubônica - foram presos no próprio sítio onde se abrigavam ou nas cidades vizinhas. Moradores da região também foram detidos para investigação.

Mais tarde, com todos os guerrilheiros presos, as Forças Armadas chegaram a questionar se aqueles homens eram mesmo revolucionários ou apenas criminosos comuns. Para provar, a polícia mineira os fotografou e fotografou também os seus documentos, o que comprovava serem ex-militares. Foi armada então uma grande operação conjunta do Exército e da Força Aérea, com apoio da polícia, para eliminar outros guerrilheiros que pudessem estar escondidos na serra. No entanto, não havia mais ninguém e a operação não passou de uma demonstração de força com o objetivo de desencorajar outros focos de resistência armada pelo país.

Para aliviar o desassossego e ganhar o apoio da população local, espantada com tamanho aparato bélico, o Exército promoveu atividades assistenciais e recreativas nas comunidades - atendimento médico gratuito aos habitantes, palestras nas escolas e exibição de filmes de propaganda do regime militar.

Wikipedia

Programas

Todos os Programas

  • Programa PMAQ Saúde
  • Programa Atleta na Escola
  • Programa Saúde na Escola
  • Programa Mais Educação
  • Programa Nacional de Alimentação Escolar
  • Campanha do Agasalho 2013
  • Programa BPC na Escola
  • Programa Farmácia de Minas
  • Programa Saúde da Família
  • Programa ProMunicipio

Enquete! Vote!

A atual gestão é...

Exelente - 39.3%
Boa - 16.4%
Regular - 6.6%
Ruim - 11.5%
Péssima - 26.2%

Total de votos: 61
A votação para esta enqueta já encerrou em: 30 Jun 2014 - 00:00

Caparaó no Facebook

Enquete! Vote!

O site é nota...

De 7.6 a 10 - 25%
De 5.1 a 7.5 - 6.3%
De 2,6 a 5 - 6.3%
De 0 a 2.5 - 62.5%

Total de votos: 16
A votação para esta enqueta já encerrou em: 31 Dez 2013 - 00:00

Portal da Transparência